O portal do Sistema Opinião

POP9

Futuro

rn

Beto Cabral, assessor da presidência do ABC e o futuro do clube

Cabral fez um apanhado geral do presente e falou dos planos para tornar o ABC um clube sustentável, a formação do Conselho Consultivo e de sair da Rota Sol para a periferia da cidade

setembro 6, 2019 às 11:59 - Por:

Roberto Cabral, Assessor do Presidente do ABC Fernando Suassuna, falou sobre o presente e futuro do clube alvinegro. Foto: Yuri Rocha/98FM

Roberto Cabral, Assessor do Presidente do ABC Fernando Suassuna, falou sobre o presente e futuro do clube alvinegro. Foto: Yuri Rocha/98FM

Roberto Cabral, que durante um certo tempo ocupou o cargo de gestor de comunicação e negócios do ABC, deixou o cargo mas continua dentro da diretoria do alvinegro, agora como assessor especial do presidente do clube, Fernando Suassuna.

No Tocando a Bola da 98FM, Beto Cabral, falou sobre o presente e futuro do ABC, em um bate papo comigo, Exmar Tavares e Dionisio Outeda.

Afastamento do cargo diretivo

” Foi na verdade um afastamento da questão administrativa e financeira. O momento é muito delicado e realmente o presidente Fernando Suassuna precisa rever tudo que foi plantado para essa nova formação que vai ser implantada a partir de setembro, então para facilitar esse novo pensar no ABC eu passo para a função de assessor da presidência . Vamos montar o Conselho Consultivo a partir de setembro que vai dar subsídio a essa nova organização administrativa”

Leia também:
Torcida do ABC lança movimento por dirigentes remunerados
ABC vai  rever o clube e investir no Centro Formador
A venda de Wellington e o bloqueio de 700 mil nas contas do ABC

Futebol não funcionou

” A bola não entrou e consequentemente o planejamento estratégico sofrei inúmeras modificações e o que mais pesou nisso tudo é esse “8” que acontece aqui no futebol do Rio Grande do Norte, começando tirar dinheiro de algumas situações estruturais para o futebol que realmente não alcançou nenhum objetivo proposto  para o primeiro semestre de 2019″

” Em janeiro deste ano foi feita  uma pequena avaliação de 10 hectares representando 234 milhões de reais, isso é um valor imobiliário daquela área onde o ABC tem inúmeros planos  de sair, ir para a periferia da cidade e pagar suas dívidas que não chegam a 15 milhões de reais  entre trabalhistas e fornecedores e ser feliz, mas precisa pôr em prática um plano que mexe no patrimônio do clube e isso é complicado. Mas isso é dinheiro parado, dinheiro imobilizado, agora o ABC está fazendo um levantamento de como chegar até dezembro sem mexer nas suas cotas para 2020″.

Abaixo o programa completo, onde Beto fala sobre Giscard Salton, a trairagem de Bóris Sagredo, o relacionamento e a importância da FNF

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: