O portal do Sistema Opinião

POP9

Esportes

rn

Arbitragem FIFA para clássico ABC x América desagradou o Sindicato dos Árbitros do RN

Importação de arbitragem sempre é um assunto polêmico, mas também é um direitos dos clubes, que assumem custos do pedido. SINDAFERN desaprova

Abril 16, 2019 às 16:54 - Por:

Importação de arbitragem desagrada Sindicato dos Árbitros do RN. Foto: Árbitros do RN

Importação de arbitragem desagrada Sindicato dos Árbitros do RN. Foto: Árbitros do RN

Vamos por partes quando o assunto é importar arbitragem no Campeonato Estadual. O pedido tem amparo regulamentar, desde que o clube que pediu assuma a despesa com todos os custos com a “importação” da arbitragem de outra federação.

O América exerceu o direito para o clássico de amanhã(17) como já havia feito no confronto anterior com o ABC quando apitou Anderson Daronco, gaúcho da FIFA.

Agora, novamente o América pediu arbitragem de outra federação, e desta vez um trio completo com escudo FIFA, e como determina o regulamento, vai arcar com os custos.

É garantia de uma arbitragem perfeita? Claro que não! Luiz Flávio de Oliveira e os assistentes Marcelo Van Gasse e Emerson Augusto de Carvalho estão sujeitos ao mesmo erros que por exemplo Caio Max, Lorival Cândido e Flávio Barroca, se tivessem sido escalados.

Sindicato dos Árbitros de Futebol do Rio Grande do Norte lançou nota de repúdio

A nota do SINDAFERN fala em “desrespeito e desvalorização da categoria” pelo fato de “serem preteridos de  exercerem suas funções numa partida de tamanha importância”.

Mais adiante, a nota diz que “apesar da relação nem sempre amistosa entre torcedores e arbitragem, o SINDAFERN também se solidariza com os torcedores, pois em tempos de crise econômica é uma falta de respeito com esses abnegados que gastam seus poucos recursos com o clube de coração”

O fechamento da nota fala dos custos com a arbitragem “só para ter uma ideia, a federação investe em uma partida como essa, aproximadamente 5 mil reais, ao se pedir arbitragem de fora, o custo extra é do clube solicitante, em torno de 25 mil reais. É do seu bolso torcedor, que está saindo esse dinheiro”.

Nota de repúdio não resolve

O caminho para mudar o quadro não é o da publicação de nota repúdio, mas sim de uma ação efetiva do Sindicato no sentido de buscar proteção através do regulamento do Estadual, tentando uma cláusula que impeça a importação de arbitragem.

A tentativa da nota do SINDAFERN de jogar o América contra a torcida não tem nenhum efeito prático, que não seja o de mostrar uma mágoa que não cabe no futebol profissional.

A importação de um trio FIFA, de outra federação, aconteceu porque o clube tem amparo regulamentar e legal. Se não tivesse não teria feito.

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: