O portal do Sistema Opinião

POP9

Foi mal

rn

ABC leva virada do Ferroviário

Sérgio Soares segue sem vencer no comando do ABC e time continua na zona de rebaixamento e agora na lanterna

junho 2, 2019 às 18:01 - Por:

ABC de Sérgio Soares segue sem vencer na C e levou uma virada forte do Ferroviário no Frasqueirão. Foto: Andrei Torres

ABC de Sérgio Soares segue sem vencer na C e levou uma virada forte do Ferroviário no Frasqueirão. Foto: Andrei Torres

Jogo movimentado no primeiro tempo de ABC 2 x 2 Ferroviário, com placar de 2 a 2. O ABC abriu o placar com Hélio Paraíba aos 3 minutos de jogo, depois em pênalti infantil  de Maicon proporcionou o empate com Edson Carius. De falta, Anderson Rosa colocou novamente o ABC na frente para imediatamente, em descida do Ferrim pela direita, Edson Carius aproveitou a sobra e empatou.

Começou bem o time de Sérgio Soares, mas por erros de marcação deu força ao Tubarão da Barra, um time absolutamente normal. Um primeiro tempo com as duas alas do ABC mal no jogo, Jefinho aparecendo muito pouco e não fosse Edson, atacante Jeferson Caxito teria marcado o terceiro.

Faltou ao ABC na primeira parte, o equilíbrio cobrado por Sérgio Soares ao longo da semana. Bem do meio para a frente, mal do meio para trás.

Leia também:

Negueba brilha e Globo consegue empate com sabor de vitória nos Aflitos

No segundo tempo o ABC não apareceu em campo. Foi um time batido, sem motivação e que foi completamente envolvido pelo Ferroviário, que além dos quatro que marcou, teve três gols anulados, e o leitor tem a dimensão do que foi o jogo que terminou 4 x 2 para o Ferroviário.

Jacson Caucaia que estava parada desde o ano passado entrou, mostrou que tecnicamente conhece jogo, mas fisicamente está muito abaixo e sem tempo de bola. Outro estreante, Moisés, apareceu pouco.

Depois do jogo, alguns torcedores invadiram área restrita do ABC sendo necessária a intervenção da PM para retirar os caras. Não teve confronto e nem vitimas, mas sim invasão para cobranças.

Sérgio Soares tem três jogos no ABC, com três derrotas : Botafogo, Santa Cruz e Ferroviário. Time alvinegro sofreu 8 gols e marcou quatro, um aproveitamento muito pequeno.

Na lanterna do grupo A, o ABC começa a travar uma luta forte contra o rebaixamento, precisando dar a resposta já no próximo sábado contra o Imperatriz, no Frasqueirão ( ou será na Arena das Dunas ? ) depois sai para pegar o Sampaio no Castelão e volta para fechar com o Globo, no Frasqueirão ou na Arena das Dunas.

A baixa média de público no Frasqueirão já faz com que alguns dirigentes avaliem a possibilidade de levar os próximos jogos para a Arena das Dunas, onde o clube alvinegro poderia negociar financeiramente os mandos de campo.

Fala Sérgio Soares!

” Dos três jogos que nós fizemos o de hoje foi o de menos qualidade,mesmo a gente saindo na frente com gol do Hélio de cabeça, a gente não teve imposição, não teve agressividade, muito moroso. Tivemos o gol de empate, fizemos um segundo gol com o Rosa ( Anderson ) mas mesmo assim foi muito abaixo daquilo que eu quero em termos de produção. Tivemos a oportunidade de fazer o gol e quando você não está dentro daquela situação que considero ideal você tem que tentar segurar, nós não conseguimos segurar e tomamos o segundo gol, na minha opinião um pênalti que o Maicon fez foi duvidoso, acho que não foi. Mas no segundo gol a gente vacilou feio ai acabamos saindo com o empate”

Segundo tempo

” Tivemos o intervalo para corrigir, para buscar mudar a postura e você toma um gol com cinco minutos, do jeito que tomou e no nascedouro do lance outra vacilada, a gente vem de sucessivos erros e precisa melhorar de alguma forma para ter um equilíbrio ofensivo e defensivo”.

O lado psicológico

“Você toma um gol do jeito que você toma, vou falar dos três jogos. No primeiro aqui contra o Botafogo a gente tomou os dois gols da forma que tomou,na minha opinião por falhas nossa. Depois você vai para Recife e também toma dois gols, no segundo nós erramos e chega dentro de casa em um jogo onde volto a repetir, a postura do time não me agradou, mas você um gol de um pênalti que não existiu, ai entra a parte psicológica e alguns jogadores realmente estão sentido”.

Esquema tático

” Estou chegando agora e conhecendo os jogadores. O Moisés é um cara que conheço bem, já joguei muito contra o Moisés, é um jogador muito agudo e que aumenta o poder de fogo da nossa equipe, que na minha opinião estava precisando. O Jefinho é um homem de referência mas tem ações de mobilidade e o Hélio é um homem que prende a bola, a gente está olhando e evidente que em três jogos tivemos um crescimento na parte ofensiva e não é isso que está comprometendo”

O que está comprometendo na minha opinião é a parte individual, mas não o esquema tático”

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: