O portal do Sistema Opinião

POP9

Contra o tempo

rn

ABC de Roberto Fernandes entra em reta decisiva do Brasileiro

Roberto Fernandes sabe que margem de erro está reduzida a partir de agora e time precisa de aproveitamento de acesso para escapar

junho 28, 2019 às 12:20 - Por:

Roberto Fernandes sabe que confronto nos Aflitos tem peso decisivo para o ABC. Foto: Luciano Marcos

Roberto Fernandes sabe que confronto nos Aflitos tem peso decisivo para o ABC. Foto: Luciano Marcos

Roberto Fernandes sabe que confronto contra o Náutico amanhã (29) nos Aflitos tem um peso decisivo para o ABC, e que pontuar em Recife, pode fazer toda a diferença no final do Brasileiro.

Motivação para mudar

” Nós não podemos ter o clima que tivemos dentro do vestiário no intervalo de jogo para contra o Globo, não havia nem motivo para aquele clima. No intervalo do jogo era para  ter vindo para o vestiário com sangue no olho e faca nos dentes para atropelar o adversário, mas não, era um grupo abatido no canto do vestiário, em silêncio e ninguém vira um jogo naquele clima. Nós precisamos priorizar  jogadores que realmente a gente  percebe entusiasmo, motivação  de mudar o quadro”

Realidade

” O grande lance é o seguinte. Eu gosto muito de trabalhar com a realidade, futebol dentro da realidade já é uma dificuldade enorme. Quando eu cheguei aqui nós só tínhamos entre contratações e trocas, nós só tínhamos cinco contratações vamos colocar assim e nós tínhamos que priorizar dentro da carência do grupo. Eu não tive nem como priorizar um jogador com característica diferente. Eu tive que priorizar por posição nossa”.

Leia também:

Roberto Fernandes trabalha o ABC para enfrentar o Náutico

Enxugar o elenco

” Nós temos um grupo de 36, 37 jogadores e é muito. Os próprios jogadores sabem disso e a ideia é que a gente baixe para pelo menos 30 jogadores. São vários fatores que implicam nisso ai, e um deles é você ter a responsabilidade , o clube ter a responsabilidade financeira. Você não pode mandar um jogador que esteja fora dos planos sem fazer o acerto. Tem posições que eu tenho um jogador só a disposição e tem posição onde joga só um e eu tenho 6 , então acaba deixando um clima ruim. Você nem consegue focar um trabalho direito e aqueles que ficam  sem oportunidade acabam não se comprometendo, não fica um ambiente legal. A gente precisa fechar esse grupo não só na quantidade mas no que diz respeito ao compromisso do ABC dentro da competição”.

Jogo nos Aflitos

” Jogando dentro dos Aflitos e muito dificil vencer o Náutico, dentro do segundo turno eu considero um dos dois ou três jogos mais difíceis que nós vamos ter.  Eu acho que se a gente fosse fazer uma análise dos jogos que restam para o ABC, do número de vitórias que nós temos que conquistar talvez esse jogo contra o Náutico fosse um jogo para você dizer que é muito difícil. Tem duas  opções, você pode ir prá lá fechadinho , correndo o risco de perder o jogo de 1 a 0 e seria derrota do mesmo jeito ou você pode ir meio que kamikaze, e eu diria que a gente está muito mais próximo da segunda opção”.

Pontos necessários

” Para que a gente não dependa de ninguém, nem ter que fazer conta, seis  vitórias resolvem o problema que diz respeito a permanência. Eu vou para o  número de segurança, restam 9 jogos e só temos direito de errar em 3″.

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: