O portal do Sistema Opinião

POP9

Esportes

rn

ABC admite arcar com tratamento para volante pego em exame antidoping

Joilson está afastado preventivamente por 30 dias e deve pegar “gancho” pesado do STJD

Abril 9, 2019 às 12:50 - Por:

ABC não apoia atitude de Joison, mas vai ajudar atleta flagrado no exame antidoping. Foto- Divulgação

ABC não apoia atitude de Joison, mas vai ajudar atleta flagrado no exame antidoping. Foto- Divulgação

O ABC está decidido a  arcar com tratamento para dependência química do volante Joilson, pego no exame antidoping, na partida contra o Altos pela Copa do Nordeste.

O clube não concorda e nem apoia a atitude do jogador que usou substância ilegal, mas reconhece que existe o lado social e humano de Joílson, um jovem de 22 anos. Recentemente o ABC prorrogou o contrato do jogador até 30 de outubro deste ano.

Leia também:

Volante do ABC é flagrado no antidoping

Entendo que o ABC está certo quando olha para o aspecto social da questão terrível da dependência química, um mal que não escolhe idade ou classe social. É uma doença devastadora e que depende exclusivamente da vontade do dependente.

Se Joílson quiser, se aceitar e reconhecer que é dependente químico vai ter um apoio importante do clube, onde deve permanecer e retomar a carreira após a punição que certamente será aplicada pelo STJD. Ainda não existe data para o julgamento do jogador que está suspenso preventivamente por 30 dias.

Não se trata de “passar a mão na cabeça” de Joílson que apesar da pouca idade tem um histórico de indisciplina, mas que nunca havia sido pego no exame antidoping, mas é um cara com talento, tem qualidade para o futebol e é, repito, jovem. A hora de estender a mão e tentar ajudá-lo na recuperação é agora.

Quem não lembra de Jobson, consumido pela cocaína e pelo álcool? De Régis Pitbull, destruído pelo crack? São apenas dois exemplos recentes de jogadores de qualidade que naufragaram pela dependência química.

Uma reunião hoje(09) entre o advogado de Joílson, o Executivo de Futebol do ABC Giscard Salton e o jurídico do clube, vai definir o caminho a ser seguido, mas o clube está disposto e ajudar o jogador.

Dependência química

A dependência química é uma doença crônica, caracterizada por comportamentos
impulsivos e recorrentes de utilização de uma determinada substância para obter a sensação de bem estar e de prazer, aliviando sensações desconfortáveis como ansiedade, tensões, medos, entre outras.

Marcos Lopes

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: