O portal do Sistema Opinião

POP9

Mandado

al

Preso policial federal acusado de assassinar a filha de 2 meses

Mãe da vítima acusa Dheymerssonn Cavalcante de premeditar a morte da criança para não pagar pensão

outubro 10, 2019 às 17:08 - Por: Redação OP9

Dheymerssonn Cavalcante foi preso quando realizava exames em um hospital particular. Foto: Reprodução

Dheymerssonn Cavalcante foi preso quando realizava exames em um hospital particular. Foto: Reprodução

Acusado de assassinar a filha de 2 meses, o policial federal Dheymerssonn Cavalcante Gracino dos Santos, foi preso nesta quinta-feira (10) dentro de um hospital particular de Maceió, no bairro Gruta de Lourdes, onde ele estaria realizando um exame.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o homem sendo levado pelos agentes da Polícia Federal em Alagoas que cumpriam o mandado de prisão expedido pela 2ª Vara do Tribunal de Justiça do Acre, onde o crime aconteceu.

Leia também:
Agente da PF é procurado por morte da filha de dois meses

Dheymerssonn Cavalcante é acusado de homicídio doloso qualificado. O inquérito que apura a morte de Maria Cecília foi instaurado pela Polícia Civil do Acre, onde a criança morava com a mãe.

O crime aconteceu no dia 8 de março deste ano, quando o policial federal ficou tomando conta da filha e ofereceu uma alta dose de leite artificial para a menina, que só era alimentada com leite materno.

Segundo a acusação, a bebê ingeriu 11 vezes mais leite do que era indicado e acabou falecendo por broncoaspiração (insuficiência respiratória e obstrução das vias aéreas causadas pela quantidade de leite ingerido).

A mãe da vítima, Micilene Souza, afirma que o policial federal premeditou a morte da filha junto com a avó paterna, identificada como Maria Gorete, que também está sendo indiciada pelo homicídio. O agente teria cometido o crime para não ter que pagar a pensão alimentícia da criança.

Dheymerssonn Cavalcante foi levado para a sede da PF em Alagoas no bairro do Jaraguá, em Maceió e agora está à disposição da Justiça do Acre.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: