O portal do Sistema Opinião

POP9

Abalo sísmico

al

Duas cidades do Agreste alagoano registram tremores de terra

Moradores da região sentiram os abalos sísmicos, mas não há registro de feridos e nem de imóveis que tenham sofrido danos

Março 18, 2019 às 15:24 - Por: Redação OP9

LabSis divulgou mapa mostrando a região onde o tremor de terra foi sentido. Foto: Divulgação/LabSis

LabSis divulgou mapa mostrando a região onde o tremor de terra foi sentido. Foto: Divulgação/LabSis

Em menos de 24 horas, duas cidades do Agreste de Alagoas registraram tremores de terra. Em Arapiraca o abalo sísmico foi sentido no final da noite do domingo (17). Em Feira Grande, na manhã desta segunda-feira (18). A informação foi divulgada pelo Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN).

Leia mais:
Com 6 mil habitantes, cidade de São Brás registra tremor de terra

De acordo com os dados divulgados pelo laboratório, em Arapiraca o tremor foi registrado às 23h17 do domingo com magnitude de 2.7. Em Feira Grande a terra tremeu às 8h24 desta segunda com magnitude 1.9. Moradores da região sentiram os tremores, mas não há registro de feridos e nem de imóveis que tenham sofrido danos.

Rochas antigas

Afonso Emidio de Vasconcelos Lopes, professor de geofísica e sismologia do IAG, explicou em entrevista que a região do Nordeste é formada por vários fragmentos de rochas antigas e por isso é natural haver maior probabilidade de atividade sísmica local. Ele explica ainda que outra característica favorável para os tremores são as camadas pequenas de solo no Nordeste, que podem variar de três a 20 metros de terra sobre rocha. “Em alguns pontos, essa rocha chega a ficar visível. No Sudeste, essa característica é bem diferente e a camada de solo para absorver a chuva, por exemplo, é muito maior”, afirmou.

De acordo com o LabSis, Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco têm maior incidência de abalos. Estudos do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da Universidade de São Paulo (USP) mostram que o Nordeste é a região com um dos maiores níveis de atividade sísmica do Brasil.

Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: