O portal do Sistema Opinião

POP9

Acessibilidade

al

Aplicativo criado por alagoanos vence concurso mundial do Google

Hand Talk, tradutor da Língua Brasileira de Sinais, desbancou mais de 2.600 equipes e ficou entre as 20 organizações selecionadas

Maio 15, 2019 às 12:33 - Por: Redação OP9

Aplicativo ficou entre os 20 selecionados pelo Google. Foto: Instagram

Aplicativo ficou entre os 20 selecionados pelo Google. Foto: Instagram

O aplicativo Hand Talk, criado pelos alagoanos Ronaldo Tenório, Carlos Wanderlan e Thadeu Luz, foi um dos 20 projetos selecionados em um concurso mundial do Google. Ao vencer a competição em maio disputada em mais de 2.600 equipes inscritas, a ferramenta irá receber um aporte financeiro de R$ 3 milhões. O Hand Talk utiliza o personagem Hugo para traduzir a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Ele tem sido muito utilizado para facilitar a comunicação entre ouvintes e pessoas surdas.

Leia também: 
Em vez de “silêncio, hospital”, a necessidade de se comunicar melhor
Enfermeiro usa Libras para humanizar atendimento ao paciente surdo
Universidades incluem Libras nos cursos para profissionais de saúde
ospitais públicos ainda têm pouca estrutura para pacientes com surdez

O concurso foi realizado através do programa Google Al Challenge, que investe em organizações sociais, institutos de pesquisa e negócios de impacto social, tendo como objetivo utilizar inteligência artificial para atender causas humanitárias, ou que estejam relacionadas ao meio ambiente.

Além do investimento, as organizações também vão ganhar mentorias e auxílio dos profissionais de IA (inteligência artificial) do Google.  Durante cinco dias, todas as 20 organizações vão se juntar aos profissionais de IA do Google e também com os especialistas em startup do Google Launchpad Accelerator, em São Francisco, na Califórnia. O programa acontecerá de maio até novembro de 2019.

O Hand Talk vai receber um valor de US$ 750 mil (aproximadamente R$ 3 milhões). O objetivo é, além de investir na melhoria da qualidade das traduções, iniciar um serviço que vem sendo planejado já há um tempo: a tradução do Inglês para ASL (a Língua Americana de Sinais). Ou seja, o plano agora, é levar o Hugo, um simpático intérprete virtual em 3D que torna a comunicação interativa e de fácil compreensão, para terras estrangeiras.

Sobre o aplicativo

Fundada em 2012, a empresa Hand Talk realiza tradução digital e automática para a Língua Brasileira de Sinais, por meio de dois produtos principais: seu tradutor de sites traz acessibilidade digital em Libras para a comunidade surda e seu aplicativo quebra a barreira de comunicação que há entre ela e os ouvintes.

As soluções buscam democratizar o acesso à informação e à comunicação, sendo complementares ao trabalho dos intérpretes de Libras. A empresa premiada internacionalmente e referência no segmento.

O aplicativo já chegou a ser eleito como o melhor app social do mundo pela Organização das Nações Unidas (ONU). Os alagoanos criadores da Hand Talk são Ronaldo Tenório, Carlos Wanderlan e Thadeu Luz. Ronaldo é publicitário e especialista em comunicação estratégica e tem uma experiência de mais de 10 anos em comunicação e marketing.

Ronaldo foi escolhido pela Folha de São Paulo como o mais promissor empreendedor social no Brasil. Já em 2016, a revista Forbes o indicou como um dos jovens mais promissores do Brasil e o MIT (Massachusetts Institute of Technology), como um dos 35 jovens mais inovadores do mundo.

Thadeu Luz, que se define como apaixonado por arte e tecnologia, tem formação em Animação 3D, composição de vídeo e Arquitetura. Além disso, o cofundador do Hand Talk trabalha com engenharia de dados e engenharia de aprendizado de máquina.

Já Carlos Wanderlan é desenvolvedor de sistema e trabalhou por mais de dois anos na multinacional  Indra/Politec,empresa do setor de serviços de tecnologia da informação, quando esteve lotado na Secretaria do Estado de Saúde de Alagoas. Seus projetos eram voltados ao portal de saúde do estado.


Comentários

OP9

Receba nossa newletter

Com que frequência deseja receber o informativo: